Este relógio solar robótico é simplesmente hipnotizante

Este relógio solar robótico é simplesmente hipnotizante

A tecnologia é fascinante por si só, mas, quando existem oportunidades de mesclar o futuro com o passado, chega a ser por vezes hipnotizante, como é o caso deste relógio solar robótico. O projeto inovador intitulado Sunny Side Up foi exibido recentemente na edição de 2018 da Semana de Design de Milão, e se trata de uma nova visão do relógio de Sol – um método milenar de ver as horas com base na posição do astro nos céus.

O relógio do Sol exige um disco ou uma placa de formato circular, uma haste chamada de gnomon, que precisa estar alinhada ao eixo para refletir o ponteiro das horas, e o Sol para funcionar. O Sunny Side Up é uma versão atualizada desse método, mantendo o gnomon, mas substituindo o Sol por uma fonte de luz artificial que circula ao redor da haste com a ajuda de um braço robótico. A criação provém de um estúdio localizado em Zurique (Suíça) e em Marselha (França) chamado de AATB e pertence aos artistas Andrea Anner e Thibault Brevet.

De acordo com Brevet, eles trabalharam com um braço robótico da Universal Robots, programado para seguir a trajetória desejada no espaço, mas sempre mantendo a luz apontada na direção correta. “Também desenvolvemos um dissipador de calor de alumínio que pode ser conectado diretamente ao robô e uma placa de circuito de interface, a qual nos permite controlar e escurecer a luz diretamente do programa do robô. Por fim, usinamos e polimos uma haste de alumínio que molda a sombra na parede”, explica.

O Sunny Side Up também foi designado como uma crítica de seus criadores à sociedade atual, que se desconectou dos planetas e dos ritmos circadianos, abraçando uma cultura de 24/7 que pode ser substituída por um robô. Anner explica que “o projeto foi encomendado para uma exposição sobre design de juntas mecânicas” e eles estavam interessados na possibilidade de juntar o virtual com braços robóticos movendo objetos no espaço, “como se estivessem fisicamente conectados”.

Além disso, o projeto visa levantar “questões sobre o valor da natureza artificial” e a “crescente desconexão com o meio ambiente” ao mesmo tempo em que usa a robótica de maneira contemplativa para refletir o espaço e o tempo. Os criadores do Sunny Side Up também conseguem enxergar o relógio solar robótico como um produto comercial, que pode ser instalado em espaços públicos ou em ambientes privados.

Fonte: Digital Trends

Fonte: Canal Tech

Nenhum comentário

Comentários Facebook