Manutenção do Windows: mantendo o sistema limpo e seguro

A partir de hoje irei passar uma série de artigos sobre limpeza e manutenção do sistema operacional Windows (o mais usado no mundo). As dicas serão de como desinstalar softwares instalados sem a sua permissão, como desabilitar softwares que se iniciam com o sistema, qual melhor antivírus a usar e a forma correta de utilizá-lo.

Estarei voltando estes artigos principalmente para ajudar os Profissionais de TI (e até leigos) que estão iniciando no ramo e que precisam resolver problemas rotineiros e manter o sistema em perfeito funcionamento.

Imagem via Shutterstock

Imagem via Shutterstock

Quando comecei no ramo, lembro-me como se fosse hoje das dificuldade que eu tive em obter informações de como corrigir possíveis erros no sistema e de quais softwares usar para limpeza. Muitas destas tarefas, inclusive, eram realizadas através do prompt de comando – tudo no “braço”.

Quando pegar um computador para fazer uma manutenção, o primeiro passo a fazer é verificar a existência de um antivírus para ajudar a proteger o Sistema Operacional e softwares instalados. Como profissional de TI, já usei diversos softwares de antivírus para testar suas funcionalidades e o que mais me adaptei e me dei melhor entre os gratuitos foi o Avast, no qual uso ainda hoje nos meus clientes.  Há outros profissionais que gostam do Kaspersky, Avira e AVG, mas aí vai da preferência. Ao invés de colocar o link de cada antivírus para download, aconselho entrar no site Baixaki.

Um programa muito usado para manutenção e limpeza do sistema é o CCleaner. Existem outros para limpeza, porém, o CCleaner tem as opções de limpeza de arquivos desnecessários, exclusão de históricos e cookies de navegadores, desinstalar softwares indesejados, desabilitar aplicativos que iniciam durante a instalação e corrigir erros de registros.

Após estarem devidamente instalados estes softwares, vamos à manutenção. No meu caso, gosto de começar a manutenção usando o CCleaner.

Ao executar CCleaner (como Administrador), iremos primeiramente checar os softwares que estão instalados e que são desnecessários, ou seja, àqueles instalados sem nossa permissão ou percepção.

Para isso clicaremos na opção Tools (ferramentas) e em Uninstall (desinstalar). Depois iremos selecionar o software indesejado e depois clicaremos em Run Uninstaller (desinstalar).

ccleaner01

Terminado de desinstalar os softwares que não queremos mais e até aqueles instalados a partir de outros softwares (os indesejados), iremos para a opção Startup (Inicializar) para desabilitar os softwares que iniciam junto com Sistema Operacional. No meu caso, não gosto que determinados softwares façam a atualização automática no início do sistema. Abaixo, como exemplo, seleciono a atualização do Java e clico em Disable para desabilitar este aplicativo da inicialização. Vou fazer isso também com o Adobe, para não verificar sobre suas atualizações na inicialização do sistema. Particularmente, eu gosto de checar a atualização de alguns aplicativos manualmente. Um outro modo de desabilitar aplicativos da inicialização é executar o comando msconfig e, na guia de inicialização de programas, desabilitar os indesejados.

ccleaner02

Após desinstalar programas e desabilitar alguns da inicialização, iremos clicar na opção Cleaner (limpeza) e clicar em Analize (Analisar) para verificar as “sujeiras” do sistema e que podemos excluir. Este processo do CCleaner é bom, pois otimiza o tempo da limpeza ao invés de, por exemplo, ter que entrar nos navegadores e efetuar a limpeza através de suas opções.

ccleaner03

Ao terminar de analisar o sistema, iremos reparar que aparece o que será limpo e o quanto de espaço será liberado. Basta agora clicar em Run Cleaner para executar esta limpeza.

ccleaner04

Após efetuar a limpeza do sistema, faremos a correção dos possíveis erros de registros. Para isso clicaremos em Registry (registro) e clicaremos em Scan for Issues para procurar por erros de registros no Windows.

ccleaner05

Reparem que ao terminar, aparecerão todos os registros que estão com problemas e então clicaremos em Fix selected Issues para corrigir estes registros. O ideal é fazer mais de uma vez a busca de registros com problemas, pois, às vezes, ficam registros com problemas que não foram mostrados na primeira vez.

ccleaner06

Na sequência aparecerá a tela para confirmar o reparo dos registros e mostrará a quantidade de registros a ser reparados. Então iremos clicar em Fix All Selected Issues para reparar todos os registros selecionados.

ccleaner08

Como mencionei anteriormente, o ideal é fazer este processo de correção de registros mais de uma vez para ter certeza que corrigiu todos os registros com problemas.

Ao terminar a limpeza, irei executar a interface do Avast para fazer uma varredura no sistema. Geralmente o ícone do antivírus fica no tray (no canto inferior direito da tela onde se encontra o relógio). Clicando com o botão direito do mouse em cima do ícone do antivírus, vou clicar em Abrir a interface do avast (caso esteja usando o avast, é claro).

avast001

Antes de qualquer coisa, não esquecer de registrar o antivírus. Depois clicaremos na opção Escaneamento para escolher a opção mais apropriada para varrer o sistema. Como estou fazendo a primeira varredura no sistema, vou escolher o Escaneamento completo e em outras ocasiões para manter o sistema seguro e fazer uma manutenção rotineira, posso estar fazendo o Escaneamento rápido.

avast01

Após selecionar o Escaneamento completo do sistema, clicaremos em Iniciar. O processo completo demora um pouco devido percorrer todas pastas e arquivos instalados.

avast02

avast03

Ao terminar, será mostrado nenhuma ameaça encontrada, caso contrário, apresentará as opções de exclusão, de recuperar o arquivo ou enviar para quarentena. Caso verifique e saiba que o arquivo é do sistema, o ideal é enviar para quarentena, caso não seja, fica a opção do usuário de excluir ou tentar corrigir.

Não esquecer também de verificar se o firewall do Windows está habilitado e se as atualizações do sistema estão como automáticas!


Pronto! O sistema está limpo e seguro momentaneamente. Como existe a interação diária do usuário/cliente, não podemos afirmar que o sistema ficará completamente seguro para sempre, pois os riscos estão sempre há um clique do mouse.

Espero ter ajudado. Se você tiver outras formas de limpeza e segurança, por favor, deixe seu comentário!

Abraços e até a próxima.

Fonte: Profissionais TI

Nenhum comentário

Comentários Facebook